Dica de Português

CRASE | Nunca usar quando...

Ena Lélis
Escrito por Ena Lélis em 31 de julho de 2013
Aprenda a escrever uma Redação Nota Dez

Receba nosso conteúdo em seu e-mail:

Ao elencarmos as situações em que você não deve usar a crase, precisamos explicar a lógica do seu uso.

Na escola, você deve ter aprendido que crase é a contração do artigo definido feminino (a) + preposição (a).

Sim, mas… e daí? Será que isso é tudo?

Vamos à lógica!

 

1) Nunca usar crase antes de palavras masculinas.

A palavra “pé” é um substantivo masculino. Sabemos que a crase é a junção da preposição “a” com o artigo definido feminino “a”. Por que usar, então, uma contração que possui um artigo feminino antes de uma palavra masculina? Logo, o que você vê acima, antes da palavra “pé” é somente a preposição “a”. Nada de artigo!

Se alguém aí se perguntou se há algum momento em que a crase pode aparecer antes de palavras masculinas, fez boa pergunta. Porque pode sim. Você pode ler, por exemplo, “sapato à Luís XV”. Não se assuste! Entenda que antes da palavra masculina “Luís” está implícita a palavra “moda”. O mesmo entendimento vale para, por exemplo, “Vou à Castro Alves.”, estando correto se Castro Alves for o nome de uma praça, sendo esta uma palavra feminina implícita.

 

2) Nunca usar crase antes de artigo indefinido.

Se o artigo que está unido à preposição é DEFINIDO, que lógica tem ele aparecer antes de um artigo INDEFINIDO?!

 

3) Nunca usar crase antes de verbos.

Conforme Evanildo Bechara, “chamam-se artigo definido ou simplesmente artigo o, a, os, as que se antepõem a substantivos”.

Por isso, quando pretendemos substantivar um verbo, colocamos antes o artigo: “O cantar é reconfortante.”.

 

4) Nunca usar crase quando o “a” está no singular e a palavra seguinte está no plural:

Caso você coloque aí uma crase, estará duplamente errado. Primeiro porque “passos” é uma palavra masculina. Segundo porque “passos” está no plural e uma crase acarretaria em erro de concordância (o artigo estaria no singular!).

Repare:

“Enviou um comunicado à clínicas.” está errado! Há um erro de concordância: a (preposição) + a (artigo no singular) clínicas (palavra no plural).

Correção: “Enviou um comunicado às clínicas.”

 

5) Nunca usar crase quando, antes do “a”, estiver uma preposição:

 

Para que não fiquem juntas duas preposições: perante e “a” (da contração).

 

OUTROS CASOS PROIBITIVOS DE CRASE:

6) antes de expressão de tratamento: “Trouxe uma mensagem a Vossa Majestade.”

7) antes de pronomes pessoais, indefinidos e demonstrativos: “Nada revelarei a ela, a qualquer pessoa ou a esta pessoa.”

 

O uso da crase é também uma questão de raciocínio. Não temos de decorar regras gramaticais, como nos foi recomendado desde cedo. É preciso entender!

Caso você possua dúvidas gramaticais ou textuais, mande pra gente: notadezredacao@gmail.com.

Um abraço e até mais!

Ena Lélis

 

Olá!

O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *