Dica de Leitura

3 filmes para entender a importância da água

Ena Lélis
Escrito por Ena Lélis em 8 de outubro de 2021
3 filmes para entender a importância da água
Aprenda a escrever uma Redação Nota Dez

Receba nosso conteúdo em seu e-mail:

Para complementar o tema da crise hídrica, atualizado nesta semana aqui no Redação Nota Dez, trazemos 3 filmes para entender ainda mais a questão da água e como o descuido com o meio ambiente impacta as nossas vidas e as vidas das futuras gerações (de todos os seres).

1. A Lei da Água / documentário (1h18min – 2015)

“A Lei da Água (Novo Código Florestal)” esclarece as mudanças promovidas pelo novo Código Florestal (2012) e a polêmica sobre a sua elaboração e implantação. O documentário mostra como a lei impacta diretamente a floresta e, assim, a água, o ar, a fertilidade do solo, a produção de alimentos e a vida de cada cidadão. Produzida ao longo de 16 meses, a obra baseia-se em pesquisa e 37 entrevistas com ambientalistas, ruralistas, cientistas e agricultores. Retrata ainda casos concretos de degradação ambiental e técnicas agrícolas sustentáveis que podem conciliar os interesses de conservação e produção da sociedade.

Direção: André D’Elia

2. Aquametragem / curta-metragem (6min – 2018)

O curta-metragem português “Aquametragem” foi o vencedor do Festival de Cinema das Nações Unidas sobre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável “ODS em Ação 2019” na categoria PROTEGER O NOSSO PLANETA. A animação busca sensibilizar sobre o uso eficiente da água com base nos 5Rs: Reduzir os consumos, Reduzir as perdas e desperdícios, Reutilizar a água, Reciclar a água e Recorrer a origens alternativas.

Direção: Marina Lobo

3. Ouro Azul – As guerras mundiais pela água / documentário (1h29min – 2008)

Inspirado no livro “Ouro Azul”, de Maude Barlow e Tony Clarke, o documentário mostra como a agricultura, a construção e apropriação dos recursos hídricos pelas grandes indústrias têm gerado terríveis conflitos em todo o mundo.

Direção: Sam Bozzo

Posts mais recentes

Olá!

O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado.