Dica de Redação

Letra de fôrma, letra cursiva e letra de imprensa. Você sabe a diferença?

Ena Lélis
Escrito por Ena Lélis em 5 de fevereiro de 2020
Letra de fôrma, letra cursiva e letra de imprensa. Você sabe a diferença?
Aprenda a escrever uma Redação Nota Dez

Receba nosso conteúdo em seu e-mail:

Algumas instruções de provas de redação trazem a proibição da letra de fôrma ou de imprensa, permitindo somente a letra cursiva. Outras ainda pedem apenas a diferenciação entre maiúsculas e minúsculas.

Mas, afinal, você sabe diferenciar os tipos de letra?

Veja abaixo:

1. Letra cursiva

Também chamada de manuscrita ou escrita à mão, a “letra cursiva” é assim chamada porque caracteriza o estilo de escrita manual em que as letras são ligadas umas às outras, permitindo que a palavra praticamente seja escrita com um único traço.

É a letra dos livrinhos de caligrafia, que você deve ter feito quando pequeno(a). Lembra?

Se você quiser utilizar letra cursiva em seus trabalhos digitados, você encontra várias opções de fontes na internet dentro da categoria hand lettering (que significa “escrita à mão”).

Por fim, ainda sobre a letra cursiva, é interessante notar que ela é mais suscetível às características pessoais, o que praticamente não ocorre na letra de imprensa.

Falando em letra de imprensa, vamos a ela.

2. Letra de imprensa

A letra de imprensa, também conhecida como letra de fôrma, é assim chamada porque corresponde aos caracteres tipográficos utilizados na imprensa.

A propósito, o termo imprensa vem da palavra prensa, um maquinário inventado pelo ourives alemão Johannes Gutenberg por volta de 1450 e que deu vida ao sistema de impressão de tipos alfabéticos.

Os tipos eram pequenos blocos metálicos nos quais as letras e símbolos eram esculpidos em relevo e organizados em blocos para, posteriormente, serem colocados na prensa, onde se dava o processo de impressão.

Na imagem, vê-se uma caixa de tipos.

O vídeo abaixo é esclarecedor quanto a este processo. E no YouTube você pode encontrar diversos vídeos de prensas em funcionamento. Ah! Sim, elas ainda são utilizadas em alguns cantos do mundo, inclusive com oficinas no Brasil, Portugal e outros países.

Letra de imprensa maiúscula

A letra de imprensa maiúscula é a que, convencionalmente, chamamos de letra de fôrma ou caixa alta. Mas é interessante saber que a letra de fôrma também pode ser minúscula. E quanto à caixa alta, entenda sobre este termo um pouco mais abaixo. Segue comigo.

Letra de imprensa maiúscula.
Fonte da imagem: Agência de Notícia da UFMG

Letra de imprensa minúscula

Mais acima, você leu sobre a origem do termo letra de imprensa e conheceu um pouco sobre a prensa de Gutemberg. Já sabe que a expressões letra de imprensa e letra de fôrma podem ser utilizadas também para letras minúsculas.

Agora vamos entender o que, afinal, quer dizer caixa alta e caixa baixa.

Caixa alta e caixa baixa

Nas oficinas, os tipos eram dispostos numa caixa dividida internamente, formando caixas menores. Para facilitar o acesso do tipógrafo aos caracteres, a caixa era colocada sobre um cavalete inclinado.

A parte contendo os caracteres mais usados ficava num plano mais baixo, mais acessível — era a caixa baixa. A parte com as maiúsculas e demais caracteres menos utilizados ficava no topo — era a caixa alta.

Desse modo, caixa alta passou a ser um termo utilizado para tratar das maiúsculas e caixa baixa para tratar das minúsculas.

Na imagem abaixo, é possível ver essa organização. Em inglês, upper case significa “caixa alta” ou “caixa superior”, enquanto lower case significa “caixa baixa” ou “caixa inferior”.

Ilustração de caixas tipográficas.
Fonte: Livro ‘Printing types, their history, forms, and use’, de Daniel Berkeley Updike (1922).

3. Letra de fôrma

Já foi dito acima, mas é sempre bom repetir e tomar nota: letra de fôrma é o mesmo que letra de imprensa. O que quer dizer que existem as letras de fôrma maiúsculas e minúsculas. Mas esteja atento(a) às instruções da prova.

Fique atento(a) às instruções da sua prova

Consideração importante: convencionou-se chamar letra de fôrma como sendo apenas maiúscula. Por isso, uma instrução de prova que, textualmente, proíba a utilização de “letra de fôrma ou de imprensa” (como no exemplo abaixo), ela estará, na verdade, querendo dizer que você não deve escrever seu texto apenas com letras maiúsculas nem deve fazê-lo com letras de imprensa.

Instruções da prova do CFO/PMBA – Banca Consultec – Ano 2010.

Em 2010, as instruções da prova do CFO/PMBA certamente geraram uma série de dúvidas por parte dos candidatos:

  • O que é letra de fôrma?
  • O que é letra de imprensa?
  • Posso escrever o meu texto todo com maiúsculas?
  • E se eu diferenciar as maiúsculas das minúsculas?
  • Com qual letra, afinal, a banca quer que eu escreva?

Ou seja, neste caso, o candidato deveria utilizar esta letra, a cursiva:

Não estas:

Nas instruções de 2014 desse mesmo concurso, constava apenas “Não utilize letra de imprensa”.

Instruções da prova do CFO/PMBA – Banca Consultec – Ano 2014.

E as dúvidas persistiram:

  • “O que é letra de imprensa?
  • Posso escrever meu texto todo em letras maiúsculas?
  • Letra de imprensa é o mesmo que letra de fôrma?
  • Se for de fôrma, posso diferenciar maiúsculas e minúsculas?
  • Com qual letra, afinal, a banca quer que eu escreva?

Já em 2017, a banca foi um pouco mais precisa quanto ao que esperava da letra do candidato: “Se utilizar letra de imprensa, destaque as iniciais maiúsculas”.

Instruções da prova do CFO/PMBA – Banca Consultec – Ano 2017.

Ou seja, o texto poderia ser escrito com letra de imprensa. Se o candidato optasse apenas pelas maiúsculas, deveria fazer a diferenciação das iniciais (em início de parágrafos e períodos, nomes próprios etc.).

E também poderia utilizar a letra cursiva. Como saber disso? A instrução coloca uma possibilidade (“Se…”), que dá abertura para outro tipo de letra, no caso, a padrão letra cursiva.

A propósito, a palavra “fôrma” pode ser escrita com ou sem acento, segundo a Nova Ortografia, ok?

Espero que tenha gostado deste artigo esclarecedor.

Forte abraço,
Ena Lélis + Equipe Redação Nota Dez

Olá!

O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 Replies to “Letra de fôrma, letra cursiva e letra de imprensa. Você sabe a diferença?”

Lucas Rafael

Ótimo!

Ena Lélis

🙂

Ivone

Gostaria de saber como faço para, ao escolher escrever uma produção de texto em LETRA BASTÃO, como diferenciar maiúsculo de minúsculo?
Já me disseram que posso escrever aumentando a primeira letra das demais (mesmo estando todas em caixa alta). Se é assim, qual é o nome dessa letra maior? (disseram que tem nome…)

Obrigada!

Ena Lélis

Ivone, é exatamente isto: você vai aumentar um pouco o tamanho da primeira letra para informar que ela é maiúscula. Quanto ao nome, nunca ouvi falar que esta primeira conta com outro nome além de “maiúscula”.
Um abraço! 🙂

Julio Marchiori

Uma dúvida: Devemos colocar o pingo no “i” quando usamos Letra de Forma ou Letra de Imprensa? Existe regra que proíba?

Ena Lélis

Oi, Julio! Tudo bem?
Não se usa pingo no I maiúsculo. O mesmo vale para o J.
Não conheço, no entanto, uma regra que traga a proibição.
De todo modo, não utilize.
Grande abraço!

Jone

Letra de forma, imprensa e letra bastão são as mesmas coisas?

Michele

Olá Ena,

Gostaria de saber sobre a escrita de algumas letras, no caso, quando alguns alunos misturam a letra cursiva e a bastão. Como por exemplo o “A”, aceita-se as duas formas ou se deve orientar que prevaleça a forma de manuscrita?

Ena Lélis

Oi, Jone! Contam com algumas diferenças. Veja aqui uma explicação: http://homeschoolingintegral.com/letra-bastao-cursiva-e-imprensa-caligrafia/
Espero ter ajudado!

Ena Lélis

Michele, já vi o professor Nélson Sartori falar a respeito disso. Segundo ele, o que importa é a legibilidade da letra, independente de ela não seguir um padrão. Concordo com ele em partes. Penso que não é razão para penalizar, mas eu instruo o aluno que padronize. Não por estar errado, mas pelas surpresas que ele pode encontrar em alguma prova de concurso ou vestibular, entende?
Espero ter ajudado!

Rejane Nasci.

Ótimo e Esclarecedor! Sou arte-educadora e ensino e cobro dos meus alunos que sempre usem a “letra bastão” (Forma) em suas atuvidades artísticas e alguns acham que não existe a letra de forma minúscula!!! Já a utilizo há 25 anos…. Obrigada por sua pesquisa e registros históricos.

Fran

Que legal

hemerson

Muito bom!

RND

Rejane, obrigada por sua mensagem! Fico feliz com o comentário de alguém que também entende do assunto.
Volte sempre.
Grande abraço!

Jussara Conceição

Boa tarde. Achei o conteúdo, favorável aos meus enseios.

RND

Que bom, Jussara! <3